Imprensa

11-Fev-2020 13:38 - Atualizado em 11/02/2020 14:17
Saúde

Centro de Radioterapia da Santa Casa: uma luta de anos

A vereadora Iara Bernardi (PT) participou, na manhã desta terça-feira (11), da inauguração do novo centro de radioterapia da Santa Casa de Sorocaba, onde funcionará o acelerador linear que irá atender a pacientes oncológicos de 48 cidades da região.

O centro é uma conquista que demandou muita luta e empenho da diretoria da Santa Casa, na pessoa do seu diretor-presidente, padre Flávio Jorge Miguel Júnior, de dezenas de autoridades e empresários. A vereadora Iara Bernardi (PT) atuou fortemente em Brasília para viabilizar a vinda do acelerador.

O Ministério da Saúde, em programa nacional nos governos do PT, adquiriu 80 (oitenta) aparelhos dos mais modernos existentes para radioterapia e contemplou Sorocaba com 2 aceleradores lineares, um para o CHS e outro para a Santa Casa. A previsão de entrega era de 2017/2018, mas por diversos problemas, o cronograma não foi cumprido.

“Esse aparelho é importantíssimo para o tratamento do câncer e foi uma conquista do governo federal em 2014. Com a luta da gestão da Santa Casa e das lideranças da cidade pudemos ser contemplados com o repasse do acelerador linear”, comemora a vereadora Iara Bernardi.

Em dezembro de 2016, então vereadora eleita, Iara esteve em Brasília para discutir com o Ministério da Saúde a suspensão no atendimento de radioterapia em Sorocaba. Iara foi recebida por Sandro Martins e Carla Reis, ambos então da Coordenação Geral de Atenção às Pessoas com Doenças Crônicas da Pasta, que afirmaram, durante a reunião, que a Santa Casa de Misericórdia e a Prefeitura local comunicaram àquele Ministério somente em setembro de 2016 que a pastilha de cobalto, utilizada no equipamento de radioterapia, venceria no mês seguinte, gerando o caos no atendimento oncológico da cidade.

Em outubro de 2017, Iara e o Padre Flávio se reuniram com o então ministro da Saúde, Ricardo Barros, em Brasília. No encontro com Barros, eles ouviram a promessa de ativação no ano de 2018 do acelerador linear (máquina que utiliza energia elétrica para produzir radiação) doado em 2014 pelo governo federal e cuja implantação vinha sendo adiada devido a problemas burocráticos e atrasos na construção da casamata.

Em maio de 2018, depois de muito empenho, a Santa Casa conseguiu reativar o atendimento de pacientes que faziam tratamento de radioterapia para Sorocaba e Região. A Radioterapia estava paralisada desde outubro de 2016, após o vencimento da pastilha de cobalto, que era utilizada para os tratamentos de pessoas com câncer.

Na manhã desta terça, o Padre Flávio Miguel agradeceu a todos os vereadores, deputados e empresários presentes na cerimônia de inauguração do centro, pelo apoio incondicional à Santa Casa, e ressaltou que somente assim foi possível superar as dificuldades para finalmente colocar em funcionamento o centro de radioterapia. A previsão é de que cerca de 50 a 60 pacientes sejam atendidos diariamente no novo centro de radioterapia da Santa Casa de Sorocaba.

Assessoria de Imprensa
Deixe seu Recado