Imprensa

23-Mar-2016 00:00 - Atualizado em 03/03/2017 15:40

Dez anos de uma grande conquista

Considerada a "madrinha" da implantação da UFSCar em Sorocaba, Iara comenta o aniversário desse campus que mudou a cara do ensino universitário da região

,
Há 10 anos, iniciavam-se em Sorocaba as aulas dos cursos de sua primeira universidade federal, o campus local da Universidade de São Carlos (UFSCar). Uma conquista obtida com muita luta, cujo pontapé inicial ocorrera exatamente um ano antes, em 2005, quando o Conselho Universitário da UFSCar (ConsUni) autorizou sua criação.

A vinda de uma universidade pública para Sorocaba e região representou um enorme avanço e foi um marco em nossa história. Durante anos, a cidade foi desprezada por governos do PSDB em investimentos de recursos públicos para universidades, escolas técnicas, infraestrutura e outros. Nosso aeroporto até hoje é precário e sequer foi internacionalizado, por exemplo. Por muitos anos, vivemos estagnados em vários aspectos.

Qualquer pessoa que trabalha com educação sabe a diferença que um ensino de qualidade e público faz em uma região. É só olhar cidades como Campinas, Ribeirão Preto, São José dos Campos, Bauru e outras de porte até menor que a nossa. Tendo recebido investimentos de todas as esferas públicas, essas cidades chegaram a um patamar de desenvolvimento superior ao daqui em muito menos tempo. Porque, quando um investimento desse tipo é feito, entre outras coisas, você aglutina pessoas interessadas em pensar a educação e garante mão de obra qualificada para toda a região.

Uma crítica que muitos fazem ainda hoje, erroneamente, é que somente alunos que estudaram em caros colégios particulares podem entrar numa universidade federal. Não é mais assim. Na UFSCar, 50% das vagas são destinadas a alunos oriundos de escolas públicas. A universidade ainda possui políticas específicas para o ingresso em seus cursos de pessoas refugiadas e alunos de etnias indígenas. Oferece, ainda, um cursinho preparatório, gratuito, para interessados em entrar numa universidade pública.

Atualmente, a USFCar Sorocaba oferece 15 cursos de graduação, 9 de mestrado/doutorado e 6 de pós graduação latu sensu, reunindo cerca de 3 mil alunos e aproximadamente 180 docentes, 95% com doutorado. Dois dos seus cursos, Administração e Turismo, são considerados os melhores do Brasil pelo Ministério da Educação. Como base de comparação, lembremos que o campus da Universidade Estadual Paulista (UNESP) de Sorocaba, mantido com recursos estaduais, começou suas aulas pouco antes da UFSCar com apenas dois cursos de graduação - e assim se mantém até hoje. Ou seja: crescimento "zero"!

Como deputada federal, coordenei todos os esforços e articulações políticas para que Sorocaba recebesse a universidade federal. Lutei muito contra "forças" locais que, por falta de vontade política, ignoravam a possibilidade de um campus na cidade. Havia mais movimentação para a vinda da Unesp, que acabou ficando estagnada sem ampliações futuras. Não fosse o empenho de nossos mandatos com o Ministério da Educação, hoje esse projeto estaria em outra cidade, com imensa perda de capital intelectual para a região.

Depois de conquistarmos a UFSCar Sorocaba, continuamos lutando para ter mais em nossa região. Até que, em junho de 2014, um novo braço da UFSCar, o campus Lagoa do Sino, foi inaugurado na cidade de Buri/Campina do Monte Alegre. Ali o foco é manter cursos voltados especificamente para as necessidades daquela área, como Engenharia de Alimentos, Engenharia Agronômica e Engenharia Ambiental. A universidade foi implantada numa moderna fazenda de 600 hectares doada ao Ministério da Educação (MEC), durante o governo Lula, pelo escritor Raduan Nassar, morador da cidade.

Muitos não conhecem a sede da UFSCar Sorocaba, que fica no Km 100 da rodovia João Leme dos Santos. Também ignoram que em 14 anos de governo do PT, 18 universidades federais foram criadas em todo o Brasil (sem contar as extensões de universidades, como é o caso da nossa UFSCar). Em oito anos de governo do PSDB, nenhuma universidade foi implantada.

Convido a todas e todos que façam uma visita a essa universidade, que é sua, é nossa, é de Sorocaba! Vale lembrar que a UFSCar possui ainda na cidade um campus no bairro de Santa Rosália, onde funciona a sede do Observatório de Turismo do Estado de São Paulo (OTURESP), um Núcleo de Estudos e Pesquisas criado para fornecer e gerenciar informações, através da análise de dados das cidades do estado, estudando suas potencialidades. Ali também são ministrados os cursos do Instituto Federal de São Paulo (IFSP), que oferece ensino técnico gratuito e de qualidade em diversas áreas. São grandes conquistas para Sorocaba que merecem todo o nosso prestígio e respeito.

Deixe seu Recado